A História nos cobrará e a dívida não será pequena!

A História é implacável e ela nos cobrará, essa é uma certeza que tenho. Tenho mais uma certeza: não vamos ter recursos para pagar essa dívida, pois ela é gigante.

Diante do caos que vivemos, não há justificativa possível para a apatia da sociedade brasileira, aliás, ouso dizer, não há perdão!

Os covardes sempre são massacrados, tanto na vida, quanto na história. A se julgar pelo desenrolar dos fatos, essa é a alcunha que nos cabe: COVARDES.

Duro? Sim! Injusto? Não!

Estamos assistindo, dia após dia, recordes e mais recordes de mortes. Pessoas queridas estão partindo, sem sequer uma despedida decente e isso já não nos abala mais, ao menos, não ao ponto de nos provocar a ira!

Não há outro sentimento possível nesse momento que não a ira! Qual é a justificativa para não estarmos afrontando e enfrentando esse caos?

Como podemos ficar calados frente a um governo medíocre, covarde, relapso e que entrega seu próprio povo à morte? Um governo GENOCIDA!

Falta tudo à nossa nação! Falta coragem, falta dignidade, falta amor-próprio, falta humanidade!

Chegamos à marca de 4 mil mortes por dia, temos praticamente metade da nossa população em situação de “insegurança alimentar”, que é um belo eufemismo para a FOME.  Dessa metade da população brasileira e vamos dar números, porque é importante ter a dimensão real da nossa desgraça, são 116 milhões de pessoas que já demonstram preocupação em não ter o que comer num futuro bem próximo.

Desses 116 milhões, são 19 milhões de brasileiros que já estão passando fome. O número de desempregados cresce a cada dia e já atinge cerca de 30 milhões de pessoas. Oficialmente temos 14 milhões de desempregados, mas esse número é muito maior, pois como todos os índices negativos, estes também estão maquiados.

Grandes empresas estão indo embora ou paralisando atividades e, diante desse caos, qual é a atitude do Governo? Eu respondo, NENHUMA!

Não há qualquer preocupação com os que passam fome, não há qualquer preocupação com os que não tem onde trabalhar. A preocupação da equipe econômica é salvar bancos! Bancos que tiveram, mesmo durante a pandemia, os maiores lucros da história e isso só confirma minha provocação: SOMOS COVARDES!

Um povo saudável JAMAIS deveria aceitar esses descalabros!

Sabe o que mais falta ao nosso país? Lideranças políticas. Sim, lideranças políticas! Não adianta achar que o povo vai se organizar sozinho, ir para as ruas e iniciar um movimento espontâneo, porque não vai!

Toda mobilização de massa precisa ser estimulada e tem que ter uma liderança, que inexiste! Nossos políticos estão mais preocupados com as eleições de 2022 do que com quem está morrendo de fome ao nosso lado e isso também é desprezível!

São muitas crises para administrar ao mesmo tempo, isso é um fato, mas numa guerra é preciso saber separar emergência de urgência e, diante disso, agir rápido! Não há tempo para teorizar, discutir e pensar com toda a calma do mundo: PRECISAMOS DE AÇÃO!

Uma parcela da população brasileira, além de covarde, também é CÚMPLICE, pois são aqueles que trabalham a favor desse caos, são os imbecis que ainda hoje, por maldade ou por falta de caráter, ainda levantam a bandeira de um governo de morte! Essa parcela da população terá uma responsabilidade muito maior e eu espero que a vida lhes seja implacável também. Como diz um velho ditado “praga eu não rogo, mas o fim eu hei de ver”

Não é possível que mais de 4 mil mortes por dia não sejam suficientes para causar indignação, isso não cabe na minha cabeça! Minha revolta está em níveis nunca alcançados e minha vontade era a de sair berrando pela rua o quanto odeio todo esse inferno e esse maldito governo genocida.

A História cobrará e julgará a todos nós, mas antes disso, passou da hora de cobrarmos um julgamento pela Justiça humana. Temos que responsabilizar o genocida mor e todos os asseclas que o cercam.

Toda essa escória deverá estar nos bancos dos réus e serem severamente julgados e condenados, pois se ainda existir qualquer esperança de remissão para a nossa sociedade, isso tem que ser feito e esses seres inescrupulosos devem ser punidos exemplarmente!

Se você ainda defende esse genocida, acha que a sua “política” está correta e que seus atos são justos, fique tranquilo, sempre há um lugar a mais no banco dos réus e no caldeirão do diabo.

Nosso papel? Cobrar e agir! Nossas cobranças e nossas pressões têm que ser incessantes. Não podemos perder a nossa capacidade de indignação, não podemos deixar que a morte tome conta de nós, pois ela tenta, todos os dias. O cansaço bate, o desânimo pega, mas nesse momento temos que reagir, ainda que seja pela ira!

Ao nos acovardarmos, nos aliamos ao mal, pois damos espaço para que todo esse caos avance e não podemos permitir isso. O desânimo, a indiferença e a covardia não são opções viáveis.

Termino esse texto com uma citação do grande Vladimir Herzog: “Quando perdemos a capacidade de nos indignarmos com as atrocidades praticadas contra outros, perdemos também o direito de nos considerarmos seres humanos civilizados”.

Deixe uma resposta